VOCÊ SABE O NOME DA “NIKA”?

Publicado por Camila Goulart 3 anos atrásNenhum comentário

nikka (2)Esta pergunta foi feita a vários frequentadores tradicionais da Colônia de Serra Negra e a única pessoa que respondeu “sim” só se lembrava vagamente de que se chama Antonia a senhora que, por quarenta anos, trabalhou atendendo no bar que, segundo ela própria, funcionava onde estão a gerência e a salinha de TV e jogos, antes de passar para o local onde hoje se encontra. Atuando quase sempre sozinha (às vezes recebia apoio de algum colega em dias de grande movimento de sócios) tornou-se referência, quando se queria dizer onde alguém estava ou para onde ia, como Bar da “Nika”.

Talvez por influência da precoce cantora nipo-americana Nikka Costa (nascida em Tóquio, em 4 de junho de 1972), filha do produtor e arranjador Don Costa e afilhada de Frank Sinatra, a qual começou a carreira aos 5 anos, alguém tenha escrito pela primeira vez o apelido dela com “K”, que os amigos Barreto, Lucas, Flora e Visconte, pirografaram como “NIKA’S BAR” numa placa de madeira, em 2000, para homenagear a funcionária.

No dia 28 de dezembro de 2016, os associados presentes na Colônia convidaram “Nika” para um encontro no local onde trabalhou tanto tempo, se possível com uma foto que ela tivesse do seu tempo de serviço. Ela compareceu com a filha e a neta, portando um bolo daqueles que tantas vezes serviu às inúmeras gerações de usuários da casa, e apresentou-nos um quadro com a reprodução de uma foto da época, com pouco brilho e insuficiente nitidez.

Éramos mais de 20 pessoas e nos sentíamos simbolizando todas as legiões de hóspedes que dela receberam sempre dedicada atenção, e é claro que muitas fotos foram tomadas naquele ambiente onde ela era a protagonista da Colônia e da AOPM: simples, humilde, atenciosa, dedicada, profissionalmente magnífica, exemplarmente digna!

A Diretoria de Colônias e a Presidência da AOPM acolheram a proposta dos associados de instalarem um painel com fotos desse feliz e oportuno encontro, no salão em que tantas vezes, com sua humildade, “Nika” foi a discretíssima figura central.

Considerando ainda que a voz de todos os frequentadores, ao longo de mais de 40 anos, vem chamando aquele espaço de “Bar da Nika” (com K) resolveram nomeá-lo oficialmente “NIKA’S BAR” ANTONIA COBUCI BARONI, pois não parece oportuno, depois de tanto tempo, corrigi-lo para Anto-NICA (com C).

 

“NIKA”, PATRIMÔNIO
HISTÓRICO DA AOPM

ANTONIA COBUCI BARONI

(Quase ninguém sabia ser este o seu nome!)

 

Nasceu em 7 de outubro de 1941. Trabalhou na Colônia de Serra Negra por trinta anos, onde se aposentou, mas seguiu atendendo aos associados da AOPM e convidados por mais dez anos.

É símbolo de humildade, de bondade, carinho, maternal atenção, criatividade no serviço, de consciência profissional e dignidade!

A AOPM, os associados e convidados presentes nesta data, felicitando aos autores da placa que nomeou este espaço “NIKA’S BAR” (Barreto, Lucas, Flora e Visconte, em janeiro de 2000) instalam este painel para eternizar a gratidão de todas as gerações de usuários que receberam as atenções de “Anto-NICA” que nunca reclamou de “esticar” o chá da noite além das 23 horas!

AOPM-Colônia de Serra Negra, 2016-2017. 

Categoria:
  Notícias
esta notícia foi compartilhada 0 vezes
 000

Escreva um comentário

Your email address will not be published.