Visita do Deputado Capitão Augusto

29 de dezembro de 2016
Senhores Oficiais e Associados! Hoje recebemos a visita do Dep Fed Capitão Augusto em nossa AOPM. Recepcionaram o Deputado o Presidente da AOPM, Cel Pettinato e membros da Diretoria. Contamos também com a presença do Presidente da ASS, Sgt Zanca e seu Presidente do CD. Nessa visita, nosso Deputado comentou sobre aspectos relativos à votação da PEC 287/16 – Previdência – e os esforços de nossos representantes e do CNCG nos bastidores junto ao Presidente Michel Temer, com o apoio do Ministro Raul Jungmann, para que nossos pleitos fossem atendidos e mantivéssemos nosso tratamento diferenciado como Militares Estaduais. Há que se ressaltar que no jogo político a articulação junto às Lideranças dos Partidos, do Governo e Ministros é fundamental para a conquista dos pleitos da Categoria dos Militares Estaduais, mesmo que muitas vezes tal ação não seja tão midiática, mas com certeza é eficaz. Isso foi verificado no PLP 257\16! Houve a ação do CNCG, das Entidades Nacionais AME BRASIL, ANERMB, LIGABOM, FENEME e ANASPRA e das Entidades de Oficiais e Praças de 25 Unidades da Federação, entre elas nossa AOPM, que deram o suporte de pressão da Classe; mas também houve um profícuo trabalho de articulação do Dep Cap Augusto, Cel Fraga (DF) e Cb Sabino (CE) junto ao Presidente e ao Ministro da Fazenda. No Plenário atuaram o Dep Major Olímpio, Dep Subten Gonzaga (MG) e Dep Major Rocha (AC). Todos os Deputados acima lutando para que o PLP 257 fosse aprovado sem as contrapartidas que onerariam sobremaneira os Militares Estaduais. E informamos também que nessa visita nosso Dep Cap Augusto tornou-se o nosso mais novo Associado! Obrigado Cap Augusto pelo brilhante e digno trabalho como representante da Milícia Bandeirante no Congresso Nacional. Confira todas as fotos em nosso Facebook: AOPM SP ou através de nosso Aplicativo: AOPM

Cobrança – AOPM

29 de dezembro de 2016
Reajuste A partir do dia 1º de Janeiro de 2017, as taxas de serviços terão reajuste de 10% do seu valor, clique aqui para verificar a tabela de taxas.   D.D.A Alguns associados informam o não recebimento dos boletos em suas residências, em sua grande maioria o sócio tem ativo junto a sua conta corrente o Débito Direto Autorizado, conforme informações do Banco Santander, alguns estão ativos neste serviço desde o ano de 2005. Caso não receba seu boleto até o dia 5 de cada mês, por gentileza, entre em contato conosco: Por e-mail: cobranca@aopm.com.br. Por telefone: (11) 2997-8800 Ramais 812 (Ricardo), 813 (Michele) e 859 (Cida). Pelo site: Na aba ASSOCIADO, digite o nº do CPF do titular e o nº de sua cédula social (o mesmo nº de acesso as catracas ), clique no botão 2º via de boleto, depois no botão imprimir boleto, na tela que se abre onde já se vê o boleto clique no botão superior “para imprimir este documento clique aqui’.   WhatsApp Em breve também estaremos atendendo pelo WhatsApp.    

O Brasil tem saída: a de sempre

27 de dezembro de 2016
O tema que trago hoje para vocês é de Fernão Lara Mesquita. Ele é Editor do Caderno Opinião de O Estado de São Paulo. E em relação à atualidade, confirmo: ele foi cirúrgico! Apreciem. O link que colocarei a seguir irá remetê-lo ou remetê-la ao Blog de Fernão Lara Mesquita, que é o Vespeiro. O mesmo tema abordado, foi publicado em O Estado de São Paulo, no dia 20DEZ2016. Também porei o link do Estadão. Após, irei destacar alguns trechos que acho importante frisar a vocês. E podem confiar, pois tem tudo a ver com Segurança Pública. Leiam! O Brasil tem saída: a de sempre. (Blog) O Brasil tem saída: a de sempre. (Estadão) No seguinte trecho: “Tem sido um linchamento. Cada vez que estremece e esboça uma reação, cai com mais fúria a chuva de pauladas sobre o corpo moído da Nação.” Ele abre dizendo que, cada vez que o povo busca entrar na civilização, a velha camarilha de Brasília cai de pau para manter tudo como está. Vejam como ele posiciona bem as coisas em relação ao Poder do Brasil e o Povo. Nada interessa ao povo, só ao como está, ao “stablishment” político, e dos que ganham com a miséria e o atraso do Brasil, os rentistas. “Quem “ganha”, quem “perde” com cada golpe desferido? O dano infligido ao país nunca entra em consideração. O interessado em reformas “é o governo”, não o país. A imprensa não cobre o Brasil; a imprensa cobre a disputa de Brasília pela carniça do Brasil.”  Ataca a imprensa, que faz dos factoides os fatos: “Essa briga só acaba se for “narrada” como o que é. Nesse filme a sequência é que é o fato, não cada factoide tomado isoladamente. A quebra da impunidade dos corruptos arrombou a porta mas a luta pelo poder montou nas costas dela. Doze milhões de empregos morreram quase ignorados.” Mais uma vez o ataque os “stablishment”: “As coisas terão obrigatoriamente de ser arrumadas desse marco para trás ou permaneceremos expulsos do mundo.” E continua: “Não há como escapar. Vai ser preciso mexer no “imexível”. Carros, frotas de jatos, mordomias e “auxílios” obscenos, isenções, acumulações, viagens, super-salários, super-aposentadorias, tudo isso vai ter de sair da conta para que possam voltar a caber nela os salários e aposentadorias sem mais adjetivos dos funcionários que não entraram no serviço público pela janela e mais a saúde e a segurança pública que se requer.” Esse ponto merece uma consideração maior. Aqui ele fala dos servidores de carreira, os concursados que ganham, em regra, um salário de fome, enquanto apaniguados políticos, com seus Cargos de Livre Provimento e nomeados de Estatais ganham os salários pornográficos citados por ele. Em São Paulo um Soldado da PM ganha, em início de Carreira R$2.900,00, um Professor Primário R$1.500,00. Um apaniguado qualquer em uma Estatal abocanha fácil R$80.000,00. Esse Governo assumiu com a promessa de cortar os tais cargos (eram 23.000 no nível federal, lembram?), porém nada foi feito! Até agora avançam sobre o povo e
  • sex
    30
    ago
    2019

    Sexta Samba

    21:00+ Informações
  • sáb
    31
    ago
    2019

    Café da manhã e Missa

    09:00