Justiça Militar

Publicado por admin 5 anos atrásNenhum comentário

Apoio da OAB São Paulo

Advogados pedem ao CNJ para manter a Justiça Militar nos Estados

O relatório final do Conselho Nacional de Justiça sobre os Tribunais de Justiça Militar não foi bem recebido pelos advogados. Entidades que representam a classe destacam a celeridade dos trabalhos e o baixo custo de cada ação.

A seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil encaminhou ofício ao presidente do CNJ, ministro Ricardo Lewandowski, destacando a atuação do Tribunal, “que assegura o respeito aos preceitos do devido processo legal e do amplo direito de defesa, cumprindo com maestria sua missão constitucional”.

Por sua vez, o Movimento de Defesa da Advocacia (MDA) também encaminhou ofício ao ministro Lewandowski, onde, além de elogiar os Tribunais Militares Estaduais, aponta para uma “dissonância” entre os fundamentos do relatório do CNJ com as próprias conclusões. O presidente do MDA, Marcelo Knopfelmacher comenta que, “o relatório tece elogios às cortes, mas conclui que elas devem acabar”.

 

Fonte: Tribunal de Justiça Militar de São Paulo
(23/08/2015)
Categoria:
  Jurídico
esta notícia foi compartilhada 0 vezes
 000

Escreva um comentário

Your email address will not be published.