“Hoje, temos 1.800 coronéis na reserva, enquanto apenas 60 na ativa”. Governador Alckmin

Publicado por Camila Goulart 4 anos atrás6Comentários

Hoje, para surpresa dos Oficiais da Polícia Militar, o Governador Geraldo Alckmin, seguindo a linha do Governador Pezão do Rio de Janeiro, disse em evento no Guarujá que “…temos 1.800 coronéis na reserva, enquanto apenas 60 na ativa. Esses profissionais recebem o teto de governador. Isso cria um problema tremendo”.

tetoEntão vamos entender esse “problema tremendo”. Comecemos a esclarecer ao leitor que o Estado de São Paulo paga R$ 21.631,00 como Teto Salarial. Esse Teto salarial é baseado no que o Governador do Estado recebe como salário. Porém ele não tem gasto algum com alimentação, combustível, água e luz e outras “coisas”. São as vantagens do cargo. Vale lembrar que esse é o 2º pior salário de Governador de Estado no país.

No quadro ao lado, o Estado do Ceará já ultrapassou o do Estado de São Paulo.

Talvez o Governador esteja preocupado com os 1.800 coronéis na reserva, e que esse Oficiais, cujos salários exorbitantes de R$ 21 mil brutos, sejam os responsáveis pela situação financeira do Estado de São Paulo. Talvez ao se aposentarem esses coronéis deveriam, por um passe de mágica, deixarem de existir. Assim como os Professores, Delegados, Reitores, Procuradores, Juízes, enfim, todos aqueles que recebem o Teto Salarial.

Mas o Governador não cita outros cargos da Administração Pública cujos funcionários estão recebendo ACIMA do Teto salarial. Ele sabe bem quem são. Mas sobre eles o Governador não fala nada.

Numa reportagem do Portal G1 de Abril/2016, aparecem 5.198 servidores recebendo acima do Teto estabelecido pelo Governador.

Leia aqui a matéria do G1

Se preocupa o Governador com o salário dos coronéis, mas não cita os mais de 7.000 cargos comissionados (link 1) existentes no Governo de São Paulo em 2014. Mesmo dizendo em 2015 que iria diminuir 1.200 desses cargos, o número chegaria ainda a mais de 5.800 cargos comissionados. Cujos salários devem estar bem próximos ao Teto do Governador. São cargos imprescindíveis (?) mas que também oneram o sistema financeiro do Estado.

Link 1 – Cargos Comissionados

Por fim, vale lembrar que o Governo do Estado de São Paulo deu 8% de reajuste ao policial militar. Em 2014. De lá para cá, nada recebemos.

E, agora, somos nós os responsáveis pela situação financeira do Estado.

 

 

Categoria:
  Notícias
esta notícia foi compartilhada 0 vezes
 200

6 Comentários

  • Luiz Carlos Roberto says:

    Nós sabemos porque os Oficiais vão cedo para a inatividade e o governador deveria também saber. Será que ele não sabe também porque os funcionários de outras carreiras, via de regra, só aposentam muito tarde? Se não sabe é mal informado e isso é muito grave, se sabe e omite alguma outra coisa mais grave está por trás.

  • Augusto Reis Montemor says:

    O que falta é informação ao Governador.

  • Augusto Reis Montemor says:

    Pena que a assessoria militar do Governador é tão ruim. Algumas informações poderiam passar ao mesmo , não é ?

  • Elias abilio says:

    Não há falta de informação, após tantos anos de.vida pública, uma vida inteira na verdade. Esta é apenas a manifestação da vileza da.criatura.

  • Fernando Henrique Perpetuo Pauli says:

    60 Coronéis da ativa pagam o salário de 1800 Coronéis da reserva!
    Mentira! O Policial Militar quando passa para a reserva ainda continua pagando sua previdência, portanto :
    1860 Coronéis pagam o salário de 1800 Coronéis!!

Escreva um comentário

Your email address will not be published.