Em São Paulo, advogados e ativistas de direitos humanos são presos por serem “suspeitos” de fazer lista de agentes e policiais para serem executados pelo PCC

Publicado por Camila Goulart 4 anos atrásNenhum comentário

operacaoNão é segredo que a Polícia Militar de São Paulo é sistematicamente atacada pelas organizações de direitos humanos daquele Estado, buscando reduzir a intensidade e efetividade de suas ações pela criminalização sistemática dos policiais…

Advogados dos “Direitos Humanos” sempre se apresentam rapidamente para atacar de forma midiática e sistemática a corporação e suas ações…Agora, as coisas começam a ficar mais claras…

A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo realizam uma operação para prender 42 pessoas que seriam ligadas a uma facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios paulistas. As informações são do Bom Dia Brasil.

Entre os presos está o vice-presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos (Condepe), Luiz Carlos dos Santos.
Ele e os outros advogados são suspeitos de movimentar dinheiro do crime organizado em suas contas bancárias e ainda de ajudar a criar uma espécie de banco de dados com os nomes e endereços de agentes penitenciários e de seus parentes para serem mortos quando a facção julgar necessário.

Minha solidariedade à Polícia Militar de São Paulo…
Que tem que “engolir” essas pessoas há anos sem conseguir ser ouvida….
Papa é Mike

Acesse o link completo da matéria: Acesse aqui 

Fonte: G1

Categoria:
  Notícias
esta notícia foi compartilhada 0 vezes
 000

Escreva um comentário

Your email address will not be published.