AOPM na reunião com o governador

Publicado por Camila Goulart 4 anos atrásNenhum comentário

 

????????????????????????????????????

No último dia 16 de fevereiro, representei nossa Associação em reunião com o Governador do Estado, momento em que foram discutidas questões de extrema importância para a família policial militar.  Participaram da reunião, além do Comandante Geral e os presidentes das mais representativas associações ligadas aos policiais militares, a representante das pensionistas e os Secretários de Estado da Segurança Pública e das Finanças.

Em duas horas e quarenta minutos de reunião foram tratados diversos assuntos de interesse dos integrantes da Polícia Militar, em uma conversa respeitosa, porém franca e direta. Os representantes da PM paulista, em especialmente este presidente da AOPM não perderam a oportunidade de apresentar ao Governador a situação de grande dificuldade pela qual os policiais militares paulistas estão passando, especialmente no que se refere à falta de reajustes salariais que já perdura mais de três anos e à insegurança produzida pelos inúmeros estudos e projetos que ameaçam a previdência desses abnegados profissionais da Segurança Pública.

Pela situação apresentada pelos representantes das entidades, o Governador comprometeu-se com os seguintes pontos:

  • Os policiais militares terão atenção especial no que se refere à reforma da previdência, que fatalmente atingirá todas as demais categorias de Estado, ficando apalavrado pelo Governador que ele próprio atuará, se necessário for, junto aos parlamentares do Estado para manter uma previdência diferenciada das demais categorias de funcionários públicos;
  • Foi dada a garantia da permanência do benefício do Posto Imediato, resultado de uma luta de mais de uma década aos Oficiais e um direito há muito tempo garantido aos Praças. Bom frisar = vantagem ameaçada de sucumbir no atual cenário político;
  • Ficou acordado que haverá um programa Estadual para que policiais militares inativos possam desempenhar serviço remunerado junto às administrações policiais, liberando efetivo pronto para o serviço operacional, amenizando claros do efetivo e valorizando o policial veterano nessas atividades;
  • Franquear aos policiais militares, a critério destes, a permanência no serviço ativo até os 60 (sessenta) anos;
  • No que se refere à reposição salarial ficou estabelecido que serão realizados novos estudos, através de grupo de trabalho, envolvendo as associações, sob coordenação do Secretário da Segurança Pública, para analisar os dados financeiros do Estado bem como as necessidades dos policiais militares para que se chegue a um denominador comum que venha a atender as necessidades dos policiais, dentro das possibilidades financeiras do Estado de São Paulo. Esse estudo, com o comprometimento do Governador, será apresentado, no máximo, até o final deste semestre, para a deliberação do reajuste salarial.

????????????????????????????????????

Cabe ressaltar que a AOPM apresentou ao Governador um panorama real da situação dos policiais militares, inclusive com o levantamento da evolução salarial da PM nas últimas décadas diante do quadro inflacionário, que resulta em perda significativa do poder aquisitivo dos policiais militares paulistas, que figuram dentre os piores salários do Brasil.

A AOPM ressalta o passo positivo dessa reunião, primeiramente pelas garantias à nossa previdência, à manutenção do posto imediato e do programa de serviço administrativo aos policiais inativos. Também há que se ressaltar que a abertura de negociações e estudos de um reajuste salarial é um fator de extrema importância, visto que as entidades representativas dos policiais militares não eram recebidas pelo Governador há mais de quatro anos, e hoje temos a perspectiva de apresentar nossas reivindicações e necessidades diretamente ao Governo, com responsabilidade e serenidade, buscando as melhores opções aos nossos policiais. A batalha está apenas começando, vamos trabalhar firmemente e contamos com a compreensão e a confiança de todos os policiais militares em nosso trabalho e empenho.

Apesar de alguns avanços nos benefícios reais na questão da previdência, a AOPM ficou insatisfeita em relação a forma como o Governador tratou o reajuste salarial dos policiais militares.

Acompanharemos estreitamente o desenrolar deste tema, esperando que o Governador realmente se sensibilize com esta primordial reivindicação.

????????????????????????????????????

Categoria:
  Notícias
esta notícia foi compartilhada 0 vezes
 000

Escreva um comentário

Your email address will not be published.